quinta-feira, 22 de março de 2012

As ervas medicinais


O básico do nosso tratamento é o chá, preparado com a infusão das folhas das ervas medicinais checadas em cada caso.


Usamos preferivelmente as folhas das árvores, uma vez que elas se reproduzem sem dificuldade, enquanto que a raiz é a vida da árvore e a casca é a sua pele. Se cortarmos a casca em volta de toda árvore a raiz não tem alimento e a árvore morre.




Em todas as partes do mundo há plantas boas para curar tudo, juntamente com os demais itens do nosso tratamento. Por isso, o importante é usar plantas do ambiente próprio em que vivemos, que o próprio doente cultiva ou tem em volta de sua casa.



Escolha das Ervas


No nosso tratamento é o próprio corpo do doente que escolhe as ervas com as quais fará o chá. A erva colocada na mão do doente ou encostada em qualquer parte do seu corpo, de imediato manda mensagens ao cérebro e este sabendo já do que o corpo necessita e do que a planta pode oferecer, através do timo dará a resposta .


Usamos as plantas na seguinte proporção:


  • Para adultos, o máximo 7 plantas;

  • Para adolescentes de 9 a 14 anos, o máximo 5 plantas;
  • Para crianças de 5 a 8 anos, o máximo 3 plantas;
  • Para crianças de colo de 1 ou 2 plantas (só a tansagem já resolve por ser diurética e antibiótica).


Como preparar o chá e como tomá-lo

<> <> <> <>

Selecionadas as plantas que vão ser usadas para o chá, prepara-se a infusão numa vasilha de vidro ou louça, depejando um litro de água fervente sobre as folhas e abafando por 10 minutos.
O tamanho normal da parte da folha a usar no chá de cada dia será de 1/4 da palma da mão do doente, não contando com os dedos.

Logo se côa e se toma durante o dia, mais ou menos a cada meia hora uma xícara. O adulto tomará normalmente um litro diariamente; o adolescente ficará no meio litro e a criança de colo com duas ou uma mamadeira.



O melhor é tomar o chá ao natural, sem açúcar ou qualquer adoçante. Quem trabalha, deve levar o seu chá ao lugar do serviço. É muito importante ser fiel e perseverante no tratamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá deixe sua msg!